Procura por iPhone está mais fraca, diz site

Foto: Reprodução Iphone

A Apple tem sofrido a desaceleração da demanda. Segundo pessoas ao redor, a empresa disse a fornecedores de componentes que a demanda pela linha do iPhone 13 está mais fraca. A informações foi dada pela Exame.

De acordo com a publicação, devido à falta de peças, a Apple já havia cortado a meta de produção do iPhone 13 para este ano em até 10 milhões de unidades, o que deixaria o total abaixo do objetivo de 90 milhões. Ainda de acordo com a publicação,  a empresa esperava compensar grande parte desse déficit no ano que vem, com a previsão de maior oferta.

A reportagem do Exame diz ainda que agora a Apple disse a fornecedores que esses pedidos podem não se concretizar.

Temporada do natal

Apesar da baixa procura, a temporada natalina da companhia pode ser recorde. Analistas projetam aumento das vendas de 6%, para 117,9 bilhões de dólares, nos últimos três meses do ano-calendário. Mas não será o trimestre blockbuster que a Apple — e Wall Street — haviam imaginado. A escassez e os atrasos das entregas frustraram muitos clientes. E, com a inflação e preocupações sobre a variante ômicron, consumidores cansados da pandemia podem desistir de algumas compras. A Apple, com sede em Cupertino, Califórnia, não quis comentar.

Ações da Apple

As ações da Apple chegaram a cair 1% no pré-mercado de Nova York, enquanto fornecedores na Ásia e na Europa ampliaram as quedas após o artigo da Bloomberg. Na Coreia do Sul, a ação da LG Innotek despencou 8,4%, enquanto o papel da japonesa TDK perdeu 3,6%. Na Europa, as ações da STMicroelectronics desvalorizavam 3,9%, enquanto as da Infineon Technologies mostravam queda de 3,1%.

O iPhone é o carro-chefe da Apple e respondeu por cerca de metade da receita de 365,8 bilhões de dólares durante o último ano fiscal, e lançar atualizações é uma estratégia delicada. (Correios)