PT de Salvador rachado: três correntes do partido ainda resistem em apoiar Denice Santiago

-
Foto: Raul Spinassé / UOL

O PT permanece dividido sobre a pré-candidatura da major da Polícia Militar, Denice Santiago. Segundo apurou o Bahia Notícias, das seis maiores correntes da legenda, três declararam apoio e as outras três ainda resistem.

Integrante da tendência Construindo um Novo Brasil (CNB), o deputado federal licenciado e secretário Josias Gomes afirmou que a major é “uma mulher negra, vinda da pobreza, e com visão de mundo semelhante as nossas”. “Querem mais? Muito identificada com os problemas sociais atuais vividos pelos povos, no seu dia a dia”, declarou, em suas redes sociais. 

Da Resistência Socialista, Osni Cardoso (deputado estadual) e Nelson Pelegrino (deputado federal) também se manifestaram a favor da militar. Neste sábado (1ª), a tendência PT de Todas as Lutas, que tem como uma das principais figuras o deputado estadual Jacó, também declarou apoio a Denice.  

As correntes que resistem a comandante da Ronda Polícia Militar são: Avante, que apoia a pré-candidatura do ex-ministro Juca Ferreira, Democracia Socialista e Esquerda Popular Socialista (EPS), que quer a secretária Fabya Reis como postulante do partido. 

Nesta sexta-feira (31), o senador Jaques Wagner (PT) defendeu a pré-candidatura de Denice em meio aos ataques que ela tem sofrido de aliados. “Fico feliz com a notícia de que Denice Santiago colocou seu nome para a disputa eleitoral de Salvador. Ela é um quadro muito qualificado que faz um trabalho reconhecido na PM-BA e, mais recentemente, no comando da Ronda Maria da Penha, que protege mulheres que sofrem violência”, escreveu nas redes sociais. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui