Quase 200 mil brasileiros tiveram o WhatsApp clonado só em janeiro

-
Foto : Pixabay

Quase 200 mil brasileiros tiveram o WhatsApp clonado só em janeiro deste ano, segundo informações da empresa de segurança digital PSafe.

O estado de São Paulo é o mais afetado, com 41,2 mil vítimas no primeiro mês de 2020, seguido pelo Rio de Janeiro (24,2 mil) e Minas Gerais (15,9 mil).

O golpe para clonar WhatsApp também passou a ser direcionado a pessoas famosas, como atores, youtubers e influenciadores, no chamado “golpe da festa”. Nesta tática, o criminoso pesquisa por eventos que terão a presença de pessoas famosas e se passa pelo organizador da festa para solicitar à vítima uma suposta confirmação de identidade.

A empresa alerta aos usuários para que tenham cuidado ao clicar em links compartilhados no WhatsApp ou nas redes sociais. Além disso, a recomendação é que seja ativada a autenticação em dois fatores. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui