Tufão Hagibis deixa mortos e desaparecidos no Japão

0
78
-
Equipe de resgate usam barco de borracha para retirar moradores de áreas alagadas Fukushima — Foto: Kyodo News / via AP Photo

A passagem do tufão Hagibis já deixou ao menos 23 mortos, 16 desaparecidos e 166 feridos no Japão entre sábado (12) e domingo (13), segundo a NHK, emissora pública do país. As 23 mortes foram registradas nas áreas das prefeituras de Chiba, Gunma, Kanagawa, Tochigi, Iwate, Miyagi, Saitama, Shizuoka, Ibaraki e Fukushima, de acordo com a emissora pública.

Hagibis, que foi acompanhado por chuvas com intensidade considerada “sem precedentes”, causou inundações e deslizamentos de terra. Quatorze rios transbordaram no país. Quase meio milhão de casas chegaram a ficar sem energia. Na manhã desse domingo, 100 mil permaneciam sem luz.

- Anúncio -

A tempestade, a mais forte a atingir Tóquio desde 1958, tocou o solo em Shizuoka (no sudeste da capital japonesa), na península de Izu, na ilha de Honshu, às 19h de sábado (horário local). As rajadas de vento chegaram a até 200 km/h. Um terremoto de magnitude 5,7 sacudiu Tóquio logo depois.

Copa do Mundo de Rúgbi e F-1

O tufão também forçou a modificar a organização de duas competições esportivas realizadas no Japão.

As sessões classificatórias do Grande Prêmio de Fórmula 1 disputadas em Suzuka (centro) foram adiadas de sábado para domingo, segundo a France Presse.

Já as três partidas da Copa do Mundo de Rúgbi (França-Inglaterra e Nova Zelândia-Itália marcada para sábado e Namíbia-Canadá de domingo) foram canceladas.

Por outro lado, a decisiva partida Escócia-Japão deste domingo, que corria o risco de ser cancelada, será finalmente jogada como planejado. (Globo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui