Valença: Servidor diz que vai ‘pegar coronavírus e espalhar para quem ficou em casa’

-

Moradores da cidade de Valença gravaram e compartilharam um vídeo em que um grupo de oito pessoas aparece reunido e afirmando que são “a galera do coronavírus”. A maioria do grupo aparece com camisas do Brasil, e um deles estampa uma blusa escrita “Bolsonaro 17”, em referência ao presidente da República. O homem que está filmando e aparece na frente dos demais chega a afirmar que eles vão pegar o vírus e sair espalhando entre as pessoas que ficaram em casa na cidade.

Com a repercussão do vídeo, a prefeitura de Valença publicou uma nota repúdio. No texto, a gestão municipal informa que o vídeo foi divulgado de forma irresponsável por um servidor público municipal, “indo de encontro a todo esforço da nossa sociedade em prevenir a proliferação do Coronavírus (Covid-19)”.

A prefeitura destaca que o pensamento exposto pelo servidor não condiz com a orientação do gestor municipal e desafia todas as medidas adotadas pela municipalidade.

Além da prefeitura, o comportamento do grupo também foi criticado por moradores e pelo presiente estadual do PT, Éden Valadares. Ele chegou a compartilhar o vídeo no Twitter desaprovando a atitude. “Olha isso: em Valença, aqui na Bahia, militantes apoiadores do Presidente – um deles com a camisa BOLSONARO 17 – orgulhosamente gritam e gargalham que irão transmitir o Coronavírus pela cidade. Isso não é brincadeira. Não é motivo de risada. Isso é crime. Absurdo!”, publicou Éden.

View this post on Instagram

Moradores da cidade de Valença gravaram e compartilharam um vídeo em que um grupo de oito pessoas aparece reunido e afirmando que são “a galera do cornavírus”. A maioria do grupo aparece com camisas do Brasil, e um deles estampa uma blusa escrita “Bolsonaro 17”, em referência ao presidente da República. O homem que está filmando e aparece na frente dos demais chega a afirmar que eles vão pegar o vírus e sair espalhando entre as pessoas que ficaram em casa na cidade. Com a repercussão do vídeo, a prefeitura de Valença publicou uma nota repúdio. No texto, a gestão municipal informa que o vídeo foi divulgado de forma irresponsável por um servidor público municipal, “indo de encontro a todo esforço da nossa sociedade em prevenir a proliferação do Coronavírus (Covid-19)”. A prefeitura destaca que o pensamento exposto pelo servidor não condiz com a orientação do gestor municipal e desafia todas as medidas adotadas pela municipalidade. Além da prefeitura, o comportamento do grupo também foi criticado por moradores e pelo presiente estadual do PT, Éden Valadares. Ele chegou a compartilhar o vídeo no Twitter desaprovando a atitude. “Olha isso: em Valença, aqui na Bahia, militantes apoiadores do Presidente – um deles com a camisa BOLSONARO 17 – orgulhosamente gritam e gargalham que irão transmitir o Coronavírus pela cidade. Isso não é brincadeira. Não é motivo de risada. Isso é crime. Absurdo!”, publicou Éden. (BN)

A post shared by Voz da Bahia (@vozdabahia) on

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui