Adriano Imperador é acusado de tentar agredir promoter em boate do Rio de Janeiro

0
160
-
Foto: Reprodução / O TV Foco

Uma briga com o jogador Adriano Imperador, na madrugada da última segunda-feira (8), virou caso de polícia. O promoter Yuri Monteiro acusa o jogador de ter tentado agredi-lo dentro da boate Vitrinni Lounge, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, sendo contido por seguranças do local. Além disso, o ex-atacante teria jogado um copo no rapaz e feito ameaças ao dizer “Eu vou te pegar. Não tem [lei] Maria da Penha para viado”. Monteiro registrou a denúncia como ameaça na 16ª Delegacia de Polícia da Barra.

Segundo informações do portal Extra, o promoter diz que as ameaças ocorreram porque ele é amigo de Micaela Mesquita, uma ex-namorada de Adriano. Assim, ele disse que precisou deixar a boate pela porta dos fundos, por volta das 3h30.

“Ele tentou me agredir e pediu para os seguranças me tiraram da boate. Nunca fiz nada contra ele. Não tem motivo para ele ter essa raiva de mim. Tudo foi por causa de ciúme de uma ex-namorada, que não tem nada a ver. Estou me sentindo ameaçado e com medo de andar na rua e ele mandar fazer alguma coisa contra mim”, contou Yuri.

O promoter disse que já até frequentou festas na casa de Adriano, mas garantiu que nunca houve proximidade entre os dois. Para ele, a raiva do jogador vem desde um episódio passado quando Micaela mandou uma foto com o amigo para o então namorado. A moça, inclusive, também estava na boate no dia que a confusão ocorreu.

Por meio de seu advogado, o jogador negou o caso. “O Adriano nega que tenha tentado agredir essa pessoa, muito menos ameaçá-lo. Tal fato será facilmente esclarecido na Justiça”, relatou o advogado Diogo Souza ao portal. De acordo com a publicação, a polícia vai solicitar as câmeras de segurança do interior da boate.(BN)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui