Bahia de Feira e Bahia empatam primeiro jogo da final; VAR é destaque

0
187
-
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Bahia de Feira e Bahia empataram por 1×1 o primeiro jogo da final do Campeonato Baiano, e que jogo. A decisão no Joia da Princesa, em Feira de Santana, teve empate tricolor aos 52 minutos do segundo tempo, muitas chances criadas pelos dois times e o ineditismo do árbitro assistente de vídeo (VAR), que foi responsável pela anulação de um gol e pela expulsão de um jogador da equipe do interior.

O campeão será conhecido no próximo domingo (21), na Fonte Nova. Quem vencer ergue a taça. Em caso de empate por qualquer placar, a decisão será nos pênaltis.

Em busca do seu 48º título, o tricolor da capital foi quem começou atacando. Na bola esticada na área, Arthur Caíke caiu e pediu pênalti. Estreante no estadual, o VAR chegou a ser consultado no ponto eletrônico pelo árbitro de campo, Ricardo Marques, que deu apenas tiro de meta. Era só o início de uma história que marcaria a partida.

Aos oito minutos, chance mais clara. Arthur cobrou falta na área e Fernandão carimbou o travessão de Jair. O lance animou a torcida do Bahia, maioria no estádio. A resposta do Bahia de Feira veio na mesma moeda. A cabeçada de Bispo passou por Anderson e explodiu na trave. Aí foi a vez da torcida do Tremendão soltar a voz. Na sequência o time do interior teve outra chance em falta na entrada da área, que Bispo bateu rasteiro e facilitou a defesa de Anderson.

Depois dos primeiros minutos, o que se viu foi um jogo movimentado, porém com poucas chances claras e com os dois times errando passes. Quando o Bahia de Feira acertou, o gol saiu. Aos 26 minutos, Bruninho recebeu de Van, passou por Ernando e chutou forte, estufando as redes de Anderson: 1×0 no Joia.

O segundo gol quase saiu na sequência. O cruzamento de Bispo achou Deon sem marcação dentro da área. Ele tentou de cabeça e mandou a bola por cima. Correndo atrás do prejuízo, o Bahia sentia dificuldade para furar o bloqueio do Bahia de Feira. Já o Tremendão ficou ainda mais solto e conseguiu articular jogadas.

Já nos minutos finais o Bahia voltou a levar perigo em dois lances com Fernandão. No primeiro o camisa 20 conseguiu girar sobre o marcador e a bola tirou tinta da trave de Jair. No lance seguinte ele recebeu sozinho na área, matou no peito e tentou um voleio, mas mandou pra fora.

Precisando do resultado, o Bahia teve a chance do empate logo nos primeiros minutos da segunda etapa. Na cobrança de falta ensaiada, Fernandão escorou de cabeça para Elton, que matou no peito e mandou no gol. O goleiro Jair salvou o Bahia de Feira.

A resposta do Bahia de Feira veio em forma de gol. Após o cruzamento da direita, a defesa do Bahia não cortou e Jarbas completou para o gol. O lance tornou-se histórico: o árbitro de vídeo entrou em ação pela primeira vez no Baianão e flagrou impedimento de Alex Cazumba no início da jogada. Gol anulado.

Para aumentar o poder ofensivo do Bahia, Roger tirou Arthur Caíke e colocou Gilberto em campo.  Apesar da mudança, o tricolor continuou sem conseguir passar pela marcação do Bahia de Feira. Do outro lado, Barbosinha viu o ritmo do seu time cair, mas continuava criando as melhores chances. O chute de Ebinho tirou tinta da trave de Anderson.

Em uma última cartada, Roger colocou Rogério no lugar de Fernandão, artilheiro que não estava em tarde inspirada. Só que mais uma vez quem chegou foi o Bahia de Feira. Ebinho recebeu livre, tocou na saída de Anderson e Ernando apareceu para salvar em cima da linha. O lance animou a torcida de Tremendão, que passou a entoar o grito: ‘O campeão voltou’.

O VAR ganhou os holofotes mais uma vez. O árbitro Ricardo Marques deu cartão amarelo para Ebinho, mas foi avisado de que a falta foi cometida pelo volante Gabriel Bispo. Como ele já tinha recebido cartão na partida, acabou expulso.

A decisão foi movimentada até os minutos finais. O empate do Bahia da capital quase saiu aos 35, quando Artur tentou o chute colocado dentro da área e Jair fez linda defesa. Do outro lado, Ebinho respondeu com um toque de cabeça que quase encobriu Anderson.

Mas o Bahia insistiu e foi premiado. Aos 52 minutos, Moisés cruzou da esquerda e Rogério emendou um sem-pulo e colocou no cantinho, sem chance para Jair. Era o empate tricolor.

FICHA TÉCNICA 
Bahia de Feira 1×1 Bahia
Campeonato Baiano – Final (1º jogo)

Local: Joia da Princesa, em Feira de Santana
Data: 14/04/2019 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro:  Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Alessandro Rocha Matos e Jucimar dos Santos Dias (ambos da BA)

Cartões amarelos: Vitor, Gabriel Bispo, duas vezes (Bahia de Feira) / Douglas Augusto (Bahia)

Cartão vermelho: Gabriel Bispo (Bahia de Feira)

Gols: Deon (Bahia de Feira) / Rogério (Bahia)

Bahia de Feira: Jair; Van, Paulo Paraiba, Vitor e Cazumba; Capone, Bispo, Jarbas (Ebinho); Vitinho (Menezes), Deon e Bruninho (Edimar). Técnico: Quintino Barbosa.

Bahia: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Elton e Douglas Augusto; Artur, Ramires (Shaylon) e Arthur Caíke (Gilberto); Fernandão (Rogério). Técnico: Roger Machado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui