Camaçari: Mulher tem barraca de vendas incendiada e teme ser morta por ex-companheiro

-
Foto: Leitor VN

Uma mulher chamada Ana Rita entrou em contato com o Varela Notícias para fazer uma denúncia. Temendo ser mais uma vítima de feminicídio, Ana conta um pouco sobre sua história com seu ex-companheiro, que na última quarta-feira (12) teria colocado fogo na barraca de coco em que ela trabalha, localizada na Rua Radial B, em Camaçari, na Bahia.

De acordo com a mulher, seu ex-companheiro há anos faz ameaças e invade sua casa sempre que pode, além de trafegar de moto pela rua em que ela mora. Por conta do constante medo, Ana atualmente mora com sua irmã.

Apesar de ter conseguido uma medida protetiva em outubro de 2019, a qual teria sido coagida pelo homem a retirar, em 20 de janeiro deste ano, a vítima precisou registrar um boletim de ocorrência alegando que o homem havia ido até ao seu trabalho e teria ameaçado de morte. Menos de um mês depois, o suspeito teria destruído sua barraca de vendas.  

“Eu não quero nada de ninguém, apenas minha liberdade, meu direito de ir e vir sem medo”, desabafa.

Segundo a vítima, ele já se internou por conta de um surto psicótico, mas ela não acredita que ele possua algum problema mental. Ela também diz que o homem faz uso excessivo de álcool e drogas. Além das agressões, o homem também teria traído Ana com várias mulheres e violentado suas amantes também.CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ao VN, ela diz que no início do relacionamento o homem era tranquilo, mas a partir de 2005 ele começou a apresentar sinais de agressividade. O homem no mesmo ano teria violentado e cometido uma tentativa de homicídio contra sua mulher na época, além de tê-la insultado com ofensas consideradas racistas. O acusado e Ana Rita ficaram juntos por 26 anos e se separaram em 2014.

Em nota, a Polícia Civil informou que o incêndio será investigado. Sobre a medida protetiva, afirmam que, caso seja provado o descumprimento por parte do suposto criminoso, as devidas medidas serão tomadas. (Varela)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui