Canadá arrecada R$ 533 milhões em impostos com venda legal de maconha

Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

O Canadá arrecadou nos últimos cinco meses o equivalente a R$ 533 milhões em impostos relacionados ao comércio de maconha. O período é referente à mudança na lei, que tornou legal também o uso recreativo da erva. Desde 2001, o consumo medicinal é regulamentado no país. De acordo com os dados, divulgados pelo departamento estatístico do Canadá, entre outubro de 2018 e março de 2019, foram arrecadados US$ 149 milhões pelas províncias do país, enquanto outros US$ 98 milhões foi recolhido pelo governo federal. O governo atribui o crescimento de 12,4% nas vendas em relação ao primeiro trimestre de 2018 ao aumento das vendas dos produtos nas lojas autorizadas. A expectativa é que os números subam ainda mais no segundo semestre deste ano. No país, o imposto sobre produtos à base de cannabis variam entre 5% e 15%. O Canadá é o segundo país do mundo a legalizar o uso de maconha para fins recreativos. O primeiro foi o Uruguai, por meio do ex-presidente Pepe Mujica, que estatizou a produção da erva em 2013 e regulamenta a posse de até 30g por pessoa, ou o plantio de quatro pés de maconha por usuário. Uma pesquisa feita em maio no Canadá, mostrou que 5,3 milhões de canadenses, ou cerca de 18% da população com mais de 15 anos, tinham feito o uso da erva nos três meses anteriores. (Bahia.Ba)