CPMI identifica uso de computadores do Senado em páginas de Fake News

Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News identificou o uso de computador do Senado em uma segunda página de ataques nas redes sociais a adversários do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A comissão pediu a ajuda da Polícia Legislativa.

Senadores e deputados receberam informações do Facebook sobre o perfil Snapnaro, no Instagram, criado em 2017. Em depoimento à CPMI, em dezembro, a líder do PSL na Câmara, deputada Joice Hasselmann, disse que a página era usada para disseminar fake news e difamar adversários da família Bolsonaro. De acordo com o Facebook, o perfil foi desativado horas depois do depoimento dela.

Nesta terça-feira, 10, o presidente da comissão, senador Angelo Coronel – do PSD da Bahia, pediu à Polícia Legislativa do Senado para identificar qual gabinete foi usado para movimentar o perfil. Na semana passada, a Comissão quebrou o sigilo de outro perfil, o Bolsofeios, e descobriu que ele tinha sido criado em um computador do gabinete do deputado Eduardo Bolsonaro. A página foi usada para ataques virtuais a adversários políticos (A Tarde).