Damares diz que criança de 10 anos que abortou poderia ter feito uma cesárea

-
Foto: Reprodução / TV Globo

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse que a menina de 10 anos que engravidou ao ser estuprada pelo tio, no Espírito Santo, deveria ter feito uma cesárea.

Em entrevista à TV Globo, Damares afirmou que a criança não deveria ter optado pelo aborto, uma vez que já estava com seis meses.

“Eu acredito que o que estava no ventre daquela menina era uma criança com quase seis meses de idade e que poderia ter sobrevivido. Discordo do procedimento do Dr. Olímpio, mas discordo de tudo o que aconteceu em torno dessa criança”, disse.

Para a ministra, o correto seria aguardar duas semanas e antecipar o parto.

“Os médicos do Espírito Santo não queriam fazer o aborto, eles estavam dispostos a fazer uma antecipação de parto. Seriam mais duas semanas, não era ir até o nono mês, a criança [não iria] ficar nove meses grávida”, falou.

“Mais duas semanas e poderia ter sido feito uma cirurgia cesárea nessa menina, tiraria a criança, colocaria em uma incubadora e se sobrevivesse, sobreviveu. Se não, teve uma morte digna”, completou a ministra. (Varela)