Delegado fala sobre as prisões e os casos de assassinatos ocorridos este mês em SAJ

0
312
-
Delegado Dr. Orlando Cursino / Foto: Voz da Bahia

Em entrevista coletiva, o delegado titular da 4ª Coorpin em Santo Antônio de Jesus, Dr. Orlando Corsino, comentou sobre os últimos casos de assassinato e prisões realizadas no mês de maio. O delegado comentou sobre o menor de idade que foi morto nas proximidades do Casco, zona rural do município (clique e veja), “essa última semana, tivemos alguns assassinatos na cidade, todos eles devido a envolvimento com o tráfico de drogas. Realmente teve um menor que faleceu vítima de um atentado a tiros no último dia 3 de maio. Estamos apurando a situação que ainda é bastante nebulosa, mas vamos chegar a autoria”, declarou.

Corsino comentou sobre o caso do jovem Darlan, morto a tiros no bairro São Benedito que veio a óbito a caminho do HRSAJ e segundo a Civil, tinha passagem pela polícia (veja mais), “também houve o caso do Darlan que foi morto no bairro São Benedito, no último dia 6 de maio. Estamos apurando, devido aos casos serem em um período muito curto, estamos um pouco embolados devido ao volume de trabalho. Tivemos a informação que uma moto preta se aproximou com dois indivíduos e realizou os disparos. Vamos resguardar as outras informações para preservar as investigações”, pontuou.

Um menor foi baleado no bairro Alto Santo Antônio na última no dia 7 de maio, foi socorrido para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, mas veio a óbito neste último dia 14 (clique e veja). Sobre o caso, o delegado pontuou: “esta investigação está avançada para concluir o inquérito”.

O delegado comentou sobre as prisões de homens envolvidos com tráfico de drogas em Santo Antônio de Jesus, sendo o “Mundinho”, preso no dia 6 de maio com armas, uma metralhadora e drogas (veja mais), além do “Coroa”, preso no bairro Irmã Dulce com drogas (confira aqui), “na hora do flagrante, foi apreendido 700g de crack que seria distribuído aqui na cidade, mas foi retirado de circulação, prendemos o Coroa. O combate ao tráfico de drogas é contínuo. As informações vão chegando e vão direcionar a trajetória das investigações. Os policiais da coordenadoria estavam fazendo este levantamento onde chegaram ao endereço onde estava o ‘Mundinho’, que segundo a polícia, era usado para praticas do tráfico de drogas e esconderijo. Foram apreendidas 130 buchas de maconha, 7 porções maiores de maconha, meio tablete de maconha, 13 munições de 9mm, além de munições de 38, 380, .40, duas balanças de precisão, uma pistola e uma metralhadora”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui