Dodge deixa decisão sobre denúncias contra Maia na Lava-Jato a cargo de sucessor

0
46
-
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ao sair da Procuradoria-Geral da República (PGR), Raquel Dodge deixou para seu sucessor a decisão sobre apresentar ou não as denúncias contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Maia foi um dos apoiadores da recondução de Dodge ao comando do órgão.

Segundo o jornal O Globo, dois inquéritos da Lava-Jato já concluídos pela Polícia Federal, que acusam o parlamentar de corrupção passiva, ficaram pendentes no gabinete da PGR. Um envolve denúncias de pagamento de propina no valor de R$ 1 milhão pela empreiteira OAS em troca da interferência de Maia em uma medida provisória sobre aeroportos, enquanto o outro consiste em repasses da Odebrecht.

Dodge devolveu ao Supremo Tribunal Federal os autos do inquérito na terça (17), seu último dia no cargo, mas sem apresentar de denúncia e sem pedido de arquivamento. A ex-procuradora apenas solicitou que o inquérito fosse encaminhado para uma outra investigação em andamento.

Procurada, a assessoria de Rodrigo Maia não respondeu.

(Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui