Homem é condenado à morte após contrabandear pirataria de ‘Round 6’ na Coreia do Norte

Foto: Divulgação

Um homem foi condenado à morte na Coreia do Norte após ser acusado de contrabandear e vender cópias piratas da produção sul-coreana, ‘’Round 6’’, que é uma das séries mais populares da Netflix. De acordo com a Folha de S. Paulo, a decisão foi tomada depois das autoridades locais flagrarem estudantes de ensino médio assistindo à série, informou a Radio Free Asia. 

Os jovens norte-coreanos tiveram acesso através de pen drives que foram vendidos pelo contrabandista. Com isso, o homem será submetido a um pelotão de fuzilamento. 

Além dele, um dos estudantes foi condenado a uma pena de prisão perpétua em razão da compra do arquivo. Já os outros seis que assistiram à série foram sentenciados a cinco anos de trabalhos forçados. 

Ainda como punição, professores e administradores da escola foram demitidos e banidos, sendo mandados ao exílio para trabalhar em minas remotas, segundo o RFSA. 

A prisão dos sete estudantes marca a primeira aplicação da legislação norte-coreana chamada Eliminação do Pensamento e Cultura Reacionários, em vigência desde o ano passado, que penaliza cidadãos que virem, portarem ou distribuírem conteúdos da mídia capitalista, especialmente da Coreia do Sul e dos Estados Unidos.