Jovem que vandalizou o templo de uma igreja se batiza no mesmo local meses depois

0
228
-
Foto: Reprodução

O jovem Brenton Winn não fazia ideia do que esperar nos próximos meses da sua vida, após causar um prejuízo de US$ 100 mil em uma igreja por causa do seu vandalismo em fevereiro passado. Ele destruiu diversos equipamentos caros e tinha uma condenação judicial pela frente, mas algo surpreendente aconteceu e mudou radicalmente o seu destino.

Apesar de ter nascido em um lar cristão, Winn enveredou pelo caminho das drogas muito novo, com 14 anos, e foi descendo ladeira a baixo rapidamente. “Desde os 16 anos até alguns meses atrás, minha vida não passava de caos, tentativas de suicídio e fracassos”, disse ele, hoje com 23 anos.

- Anúncio -

Em 2016 o jovem entrou em um programa  cristão de reabilitação para dependentes químicos e conseguiu permanecer “limpo” desde então. No entanto, o suicídio de um primo seu muito querido, em setembro de 2017, fez com que Winn tivesse uma nova recaída.

Ele foi parar nas ruas, até que em fevereiro desse ano (2019), sob forte efeito das drogas, Winn invadiu o templo da  Igreja Batista Central de Conway, em Arkansas (EUA), causando um prejuízo gigante com a quebra de computadores, câmeras e outros equipamentos.

Após prestar queixa na delegacia e o jovem ser preso, o pastor da igreja, Don Chandler, resolveu agir de forma diferente com o rapaz. “Você não pode pregar algo por 50 anos sem praticar, especialmente na frente de toda a igreja”, disse ele.

Chandler fez um acordo com o juiz e o advogado de Winn, para que ele entrasse no programa de reabilitação mantido pela Batista Central. Ao invés de ir para a prisão, o jovem teve a oportunidade de iniciar um novo tratamento contra a dependência química, dessa vez de um ano.

“Se não tivéssemos mostrado graça a ele, tudo o que conversamos teria sido em vão. Era simplesmente a coisa certa a se fazer. Este não era um criminoso endurecido. Era um jovem que havia cometido alguns erros. Ele estava sob efeito de drogas e álcool quando fez o que fez. Mas era alguém que poderia ser resgatado”, afirmou o pastor.

No projeto de reabilitação, semelhante ao desenvolvido pela Convenção Batista Brasileira através da “Cristolândia”, os jovens dependentes químicos aprendem a ter um novo sentido em suas vidas. Estudam a Bíblia, oram, fazem projetos sociais, aprendem novas profissões.

Com apenas seis meses de tratamento, Winn se converteu e se batizou na mesma igreja onde havia praticado vandalismo. Ele é uma prova viva do amor e da graça de Deus para com todos.

“Eu entreguei meu coração a Cristo naquela noite. Eu pensava que era uma coincidência [entrar na igreja aquela noite], mas agora chamo de confirmação de que Deus é real, e Ele responde às orações. O que pesava no meu coração era que eu precisava de um relacionamento com Jesus Cristo”, disse o jovem.

Após o fim do tratamento, Winn permanecerá em liberdade condicional, mas dessa vez terá o apoio da sua igreja para continuar sua vida, segundo o Christian Post.

“Estamos incentivando nossos membros a continuar orando por esse homem, porque sua história não acabou. E isso é uma verdade para todos nós. Deus ainda está escrevendo uma bela história de graça em nossas vidas”, disse o pastor Mike Lefler, responsável pelo batismo de Winn.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui