Justiça paraguaia concede prisão domiciliar a Ronaldinho Gaúcho

-
Foto: Jorge Adorno

A Justiça paraguaia concedeu na tarde desta terça-feira (7) prisão domiciliar aos ex-jogadores Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto de Assis. Eles cumprirão a medida em um hotel na região central de Assunção, capital do Paraguai, e terão de pagar fiança de US$ 800 mil cada um, aproximadamente R$ 4,2 milhões cada.

Ambos estavam presos desde o dia 6 de março de 2020, depois de entrarem no país com documentos paraguaios adulterados para participar de eventos de patrocinadores. Além deles, outras três pessoas também foram presas.(CNN Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui