Léo Santana questiona 35 mil pessoas em estádio e 3 mil em show: ‘Por que não podemos?’

Foto: Reprodução / Instagram

O cantor Léo Santana inflamou o debate sobre o limite de público em festas na Bahia ao questionar a liberação para os estádios de funcionarem com 70% de sua ocupação durante a pandemia da Covid-19.

Com um discurso similar ao que foi feito pelo secretário municipal de Saúde, Leo Prates (PDT), o pagodeiro exibiu em suas redes sociais imagens do jogo do Bahia x Grêmio que aconteceu na Arena Fonte Nova, na sexta-feira (26) e recebeu 35 mil pessoas.

Foto: Reprodução / Instagram

“Minha cara vendo 35 mil pessoas no estádio hoje em Salvador. 70% do público liberado para estádio de futebol. Glória Deus! Eventos de show sai de 3 mil quando? Explica pra nós, qual a diferença? Por que não podemos?”, escreveu o artista com uma figurinha de palhaço tapando o rosto.

Léo, que no início da semana apoiou a manifestação feita por profissionais que atuam no Carnaval e clamam pela realização da festa em 2022, marcou o governador Rui Costa em suas publicações para obter uma resposta.

“Sim senhoras e senhores, isso foi agora a pouco em Salvador. Confesso que fico super, mega, hiper feliz… de coração mesmo! Mas para eventos de show é apenas liberado para 3 mil pessoas. Por que?”.

Foto: Reprodução / Instagram

O decreto para a liberação de 70% do público em estádios de futebol começou a ser válido no dia 10 de novembro. Além do aumento da capacidade, o governador autorizou a venda de bebida alcoólica dentro dos estádios para evitar a aglomeração nos arredores da arena. 

“Há a constatação de que estão tomando a cervejinha do lado de fora do estádio, e isso está provocando aglomeração na hora de entrar, porque as pessoas estão esperando o limite máximo da hora de entrar. Então nós também vamos fazer a liberação do consumo de bebidas no estádio. Para que a gente não provoque aglomerações na entrada”, disse durante o Papo Correria.