Mãe de adolescente vitima de homofobia em Camaçari diz que violência já ocorria

Foto: Reprodução | Camaçari Notícias

A mãe do adolescente, de 15 anos, espancado por colegas em um ônibus escolar de Camaçari (ver aqui), na Região Metropolitana de Salvador (RMS), comparou o caso a uma tentativa de homicídio. Ela também declarou que esse não foi o primeiro caso de violência sofrida pelo filho.

Conforme o G1, a mãe informou que uma semana antes do caso, ocorrido na última sexta-feira (25), o filho também foi agredido por um dos colegas que participou da agressão coletiva. Ainda segundo a mãe, o jovem ainda está abalado com o fato.

Ele ainda vai precisar ir a uma unidade de saúde para fazer exames devido aos golpes físicos que sofreu. A vítima e os agressores estudam no Colégio Estadual José de Freitas Mascarenhas, que já adotou medidas contra os estudantes agressores.

A Secretaria Municipal de Educação também disponibilizou auxílio para a família. Também acompanha o caso a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), além da Secretaria de Educação do Estado (SEC). (Bahia Noticias)