Mais de 300 pessoas morrem por ingestão de metanol no Irã; receita prometia ‘curar’ coronavírus

-
Foto: Reprodução

A ingestão de metanol, uma substância tóxica e inflamável, utilizada como solvente industrial, já matou cerca de 300 pessoas e deixou mais de mil doentes no Irã. O uso da substância foi sugerido por uma fake news – notícia falsa – como forma de proteção e cura do coronavírus. 

Conforme publicado pelo portal Metrópoles, umas das vítimas mais jovens foi um garoto de cinco anos, obrigado pelos pais a ingerir o líquido. Ele perdeu a visão e segue internado.

O Irã já registrou 2.398 mortes em decorrência da pandemia do coronavírus e possui mais de 32 mil casos da doença. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui