Manifesto assinado por 17 juristas pede liberdade de Lula

0
145
-
Foto : Ricardo Stuckert

Um manifesto assinado por 17 juristas, incluindo ex-ministros da Justiça estrangeiros, pede ao Supremo Tribunal Federal (STF) a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A carta, intitulada “Lula não foi julgado, foi vítima de uma perseguição política”, pede a anulação da condenação do ex-presidente. 

A carta foi divulgada através do site do Instituto Lula e cita as revelações do jornalista Glenn greewald e do The Intercept. O instituto afirma que houveram graves desvios de procedimento na condenação de Lula e criticam o juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça. “Sergio Moro não só conduziu o processo de forma parcial, como comandou a acusação. Manipulou os mecanismos da delação premiada, orientou o trabalho do MP, exigiu a substituição de uma procuradora com a qual não estava satisfeito e dirigiu a estratégia de comunicação da acusação.”, cita a carta.

A íntegra do manifesto pode ser conferida através da página do Instituto Lula. 

(Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui