Missionários do Vale da Bênção morrem em acidente rodoviário na Bahia

-
Foto: Redes Sociais

Um grupo de missionários do Vale da Bênção, em Araçariguama (SP), morreu em um acidente rodoviário na BR-116, durante uma viagem que faziam para evangelizar moradores de uma cidade no sertão do Pernambuco (saiba mais aqui). Ao todo, foram quatro vítimas fatais e dezenas de feridos.

O acidente ocorreu na última segunda-feira, 20 de janeiro, quando o ônibus que transportava os missionários saiu da pista e tombou às margens da BR-116 no município de Canudos (BA). O grupo havia saído de Araçariguama com destino a Exú (PE), onde ocorreria um encontro do Movimento Nacional Para Evangelização do Sertão Nordestino.

De acordo com informações do G1, a Prefeitura de Araçariguama decretou luto oficial de três dias na última terça-feira, por conta da morte dos quatro missionários do Vale da Bênção, sendo três mulheres e um homem: José Roberto de Carvalho, Maria Aparecida Farias, Luísa Barbosa de Lima e Sônia Maria Alcântara Silva.

Testemunhas relataram que o motorista perdeu o controle do ônibus, o que o levou a sair da pista e tombar. Dezenas de missionários sofreram ferimentos graves e precisaram ser socorridos em hospitais da região.

Os corpos das quatro vítimas fatais foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Euclides da Cunha (BA). Detalhes sobre os velórios e sepultamento não foram informados.

Os passageiros que não sofreram ferimentos foram acolhidos por lideranças evangélicas da região, e ficaram hospedadas em casas de membros das congregações ou nas próprias igrejas. Ao longo da terça-feira, muitos providenciaram o retorno para suas cidades. Os demais, que precisaram de assistência médica, continuam sob observação.

O Vale da Bênção informou que montou um comitê de crise para atender às ações emergenciais e também dar assistência às famílias das vítimas. “Agradecemos a solidariedade de todos. Pedimos sua ajuda em oração para que as transferências e encaminhamentos ocorram o mais rápido possível e pelas questões legais para a liberação dos corpos assim como por toda a liderança envolvida na administração dessa crise”, escreveu o pastor Tércio Sá Freire nas redes sociais.

por Tiago Chagas / Gospel +

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui