“Não tivemos ocorrência relevante mesmo com muitas apresentações na delegacia”, diz delegado sobre eleições em SAJ

4ª Coopin de Santo Antônio de Jesus / Foto: Voz da Bahia

O delegado da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (4ª Coorpin) da cidade de Santo Antônio de Jesus, Dr. Adilson Bezerra, falou sobre o balanço das ocorrências do último domingo (17), dia das eleições municipais.

Segundo o delegado em entrevista a Recôncavo FM, o balanço foi positivo e não teve nenhuma ocorrência grave, “tivemos várias apresentações na delegacia de polícia pelas equipes de policiais militares e civis que estavam nas ruas, e também pelo juiz e promotor eleitoral. Entretanto, nenhuma das ocorrências teve uma relevância maior, imaginávamos um número maior de ocorrências tendo em vista o acirramento a disputa dos envolvidos. Com o número de pessoas nas ruas, eu esperava ocorrências com relevância um pouco maior, mas não chegou a ter, graças a Deus, não só aqui em Santo Antônio de Jesus, mas em todas que compõe a 4ª coorpin. Eu diria que diante do acirramento, foi uma das eleições com menor número de ocorrências, além de nenhuma com grande relevância”, falou.

Sobre a briga entre dois cidadãos na Rua do Calabar, o delegado esclareceu que a Polícia Civil ficou sabendo da ocorrência, mas nenhum dos envolvidos prestaram queixa na delegacia, “não ficamos sabendo oficialmente, mas sim através das redes sociais. Tecnicamente por se tratar de uma questão de lesões corporais, depende necessariamente da representação de uma vítima. Ela teria que vir a delegacia para fazermos o registro e autuação, mas como ela não compareceu a delegacia, não podemos fazer autuação nesse caso”, disse.

De acordo com o delegado, nesta eleição vários policiais civis estavam disfarçados em meio as ações dos eleitores por toda a cidade, “trabalhamos com uma logística muito boa, com policiais civis infiltrados para nos informar de toda a situação. Caso venha ocorrer ou tenha eminência de ocorrer algum ocorrência de gravidade, poderemos autuar imediatamente. Não vimos necessidade de ação imediata, apesar de algumas pessoas exaltadas, não tivemos nenhuma ocorrência de nenhuma gravidade. Todo o material apreendido durante as ações, está a disposição da Justiça Eleitoral”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia