“Ninguém me ofereceu maconha e nenhuma menina enfiou crucifixo na vagina”, diz Damares em evento

0
436
-
Ministra ainda afirmou que governo precisa de pelo menos 12 anos para mudar o Brasil. Foto: Gerdan Wesley/Tripé Imagem/Folhapress

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, disse neste sábado (12), durante a Conferência de Ação Política Conservadora, em São Paulo, que desde quando chegou ao evento não havia visto nenhuma menina “enfiar o crucifixo na vagina” e que ninguém teria oferecido maconha para ela.

“Estou há 24 horas com esse público jovem e ninguém ainda me ofereceu um cigarro de maconha e nenhuma menina introduziu um crucifixo na vagina”, disse a ministra.

- Anúncio -

Ela ainda defendeu que o governo precisaria de pelo menos 12 anos para que as mudanças sejam sentidas na sociedade brasileira e defende que uma estratégia seja traçada para as próximas eleições.

“As pessoas me perguntam, mas Damares, já estão falando em reeleição? Sim, estamos precisando de pelo menos 12 anos para cuidar do Brasil. Nós não vamos mais suportar essa nação ser governada por sanguinários e violadores de direitos, que são a esquerda, e não a direita. É a alternância do poder, eles estavam no poder, agora somos nós, nos deixem trabalhar por favor. Se a gente não der certo tirem a gente do poder. Mas vai dar tão certo, que vamos ficar 4, 8, 12 anos”, disse a ministra. Temos que ocupar as prefeituras e Câmaras de Vereadores, precisamos sair daqui com essa estratégia pronta”, completou. (UOL)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui