‘O Brasil precisa do ministro Mandetta’, diz Neto sobre tensão com Bolsonaro

Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

Os últimos dias foram de grande tensão envolvendo a saúde no Brasil. Além do momento grave em virtude da pandemia do coronavírus, surgiu a possibilidade de demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Nesta quarta-feira (8), o prefeito de Salvador, ACM Neto, revelou uma conversa com o gestor da pasta e declarou que o país precisa de sua liderança para superar a doença.

“Eu tenho conversado sempre com o ministro para transmitir confiança nessa atuação acertada e firme que ele vem realizando. Não costumo revelar o conteúdo de conversas. São conversas produtivas. O Brasil precisa do ministro Mandetta. Ele vem sendo elogiado por diversos partidos, com raríssimas e incompreensíveis exceções. É hora de dar apoio e força para ele seguir guiando a saúde nesse momento tão grave”, declarou.

Questionado sobre a possibilidade da hidroxicloroquina ser um medicamento eficaz contra o novo coronavírus, Neto se esquivou e deixou o veredito para as autoridades médicas.

“Não sou médico. É uma opinião científica. Numa crise como essas, nossas decisões tem que ser técnicas. Não sou especialista, não sei nada de medicina e tenho que me valer do que dizem as autoridades médicas. Ontem ouvi uma mudança de orientação, permitindo que seja usado com prescrição do médico e autorização do paciente. Mas é um assunto que tem que ficar com as autoridades médicas”, acrescentou.

Diferente do prefeito ACM Neto, o presidente Jair Bolsonaro vem criticando as medidas de isolamento que podem diminuir o contágio da doença. (Bahia Notícias)