Operação policial tenta localizar obras inéditas de Renato Russo

-
Foto: Divulgação / renatorusso.com.br

A Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) cumpriu, nesta segunda-feira (26), três mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro para tentar localizar possíveis obras inéditas do cantor Rentato Russo. A ação policial foi chamada de ‘Operação Será’, em referência a uma música do artista.

De acordo com o jornal Extra, um dos endereços alvo das buscas foi o de um estúdio de gravação, que teria sido usado pelo ex-vocalista da banda Legião Urbana em seus últimos anos de vida. A operação buscou confirmar se o proprietário do local estaria realmente guardando músicas inéditas de Renato. HDs e cartuchos de gravação foram apreendidos e o material será analisado pela polícia.

A Operação Será é a segunda fase de uma investigação iniciada há quase um ano. A ação começou após Giuliani Manfredini, filho de Renato Russo e detentor dos direitos autorais do pai, denunciar uma possível ocultação de músicas inéditas na especializada. (Varela)