PGR anuncia criação de novo sistema para acompanhar acordos de delação premiada

Foto : Antonio Augusto / Secom / PGR

A Procuradoria-Geral da República (PGR) anunciou hoje (1°) que criou um sistema para acompanhar os acordos de delação premiada realizados pelo Ministério Público Federal (MPF) nas principais investigações em curso no País. De acordo com a procuradora-geral, Raquel Dodge, o Sistema de Monitoramento de Colaborações (Simco), como é chamado, vai ajudar no controle das medidas estabelecidas nos acordos de colaboração com a Justiça.

Dados do órgão apontam que, desde 2014, ano de início da Operação Lava Jato, foram recuperados cerca de R$ 1 bilhão desviados dos cofres públicos. R$ 741 milhões são referentes a multas pagas pelos desvios, enquanto que R$ 243 milhões em bens confiscados dos envolvidos. Ainda segundo o órgão, 70% dos investigados que assinaram acordos de delação premiada homologados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) são empresários. Apenas 2,3% do total de 216 delações foi feito por políticos. (Metro 1)