Polícia Federal adia provas de concurso com 1,5 mil vagas; nova data é em maio

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal anunciou, nesta quinta-feira (11), o adiamento das provas objetivas e discursivas do concurso para 1,5 mil vagas da corporação. O exame estava marcado para o dia 21 de março. A nova previsão é que ocorra na data provável de 23 de maio.

Segundo a PF, a mudança é motivada pelas “restrições adotadas pelos estados e municípios, em decorrência da pandemia de Covid-19”. A corporação afirma que, em 14 de maio, devem ser divulgados os locais de prova, no site. O concurso prevê seleção para os seguintes cargos:

123 vagas de delegado
400 vagas de escrivão
84 vagas de papiloscopista
893 vagas de agente
Os salários iniciais variam de R$ 12 mil a R$ 23 mil. Além das provas objetivas e discursivas, a seleção conta com:

Exame de aptidão física
Avaliação médica e psicológica
Prova oral e prova de digitação para os cargos de delegado e escrivão, respectivamente
Avaliação de título
Investigação social
Os candidatos que passarem por todas as etapas serão convocados para o curso de formação, realizado no período de 10 semanas na Academia Nacional de Polícia, em Brasília.

Segundo o edital, os aprovados na seleção vão ingressar na academia ainda em agosto de 2021. O provimento de cargos deve ocorrer até 31 de dezembro. A estimativa é que no fim do processo, a PF conte com “o maior efetivo de sua história”, podendo ultrapassar a marca de 12 mil policiais. (G1)