Polícia Militar paulista tem 1º policial transexual na corporação

0
219
-
Foto: Reprodução / G1

A Polícia Militar do estado de São Paulo tem agora no seu quadro de policiais um militar transexual. Emanoel Henrique Lunardi Ferreira, o soldado Henrique que trabalha em Ituverava, região de Ribeirão Preto – São Paulo.

A decisão é inédita de reconhecê-lo como homem após ter entrado na PM como mulher em 2015, como a soldade Emanoely.Em 2018, após um processo que durou quase um ano a PM atendeu seu pedido e o reconheceu como policial do gênero masculino.

Após 24 anos em um corpo de mulher, Henrique nunca se identificou com o gênero feminino, pois se via como homem.Por gostar de garotas na adolescência assumiu ser homossexual e comenta ao G1: “Eu entrei como mulher. Eu não sabia das questões transgênero. Eu não sabia sobre transição, nada a respeito. Então eu não sabia que era trans”.

Em 2016, já adulto, quando se formou na PM, procurou ajuda psicológica.Em 2017, passou a exigir ser trato pelo gênero masculino, o soldado então pediu à Policia Militar para mudar de nome.

A chefa de comunicação social da PM, Cláudia Lança diz que: “A Polícia Militar tem 188 anos e este é o primeiro caso de transexual. Temos casos de homossexuais na PM, mas de transexual é o primeiro caso”.

O soldado comenta o fato de ser inédito para PM, e os transexuais: “Eu não tinha ideia que era tão importante. Quando eu levei a questão para a instituição, eu não queria ser o primeiro. Eu queria que fosse natural”.

G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui