PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido

0
45
-
Foto : Luís Macedo / Câmara dos Deputados

O PSL deve suspender o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) de suas funções partidárias, o que pode fazer com que o parlamentar perca o comando do diretório estadual de São Paulo antes mesmo de ser destituído da função. A informação é do Estadão.

Segundo o deputado Júnior Bozzella (SP), que é um dos principais porta-vozes do presidente da sigla, Luciano Bivar (PE), a suspensão se deve ao fato de que o filho do presidente Jair Bolsonaro fez ataques ao partido e também a correligionários. Por isso, será aplicada a ele a mesma penalidade que foi imposta a outros cinco parlamentares na sexta-feira.

- Anúncio -

Cinco deputados do PSL aliados a Jair Bolsonaro foram suspensos da atividade partidária: Carla Zambelli (SP), Filipe Barros (PR), Bibo Nunes (RS), Alê Silva (MG) e Carlos Jordy (RJ). Segundo parlamentares da ala de Bivar, com a suspensão, a assinatura desses deputados em listas para indicar um líder na Câmara não será válida. O objetivo dessa movimentação é enfraquecer as chances de Eduardo ser posto na função. “Precisamos salvar o Brasil dos filhos do presidente”, disse Bozzella. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui