São Paulo espera fim de férias para tomar ‘medidas’ sobre Jean, mas diz: ‘O clube não tolera violência contra a mulher’

-
Foto : Rubens Chiri/saopaulofc.net

O São Paulo se pronunciou, na noite de ontem (18), mais uma vez sobre o caso do goleiro Jean, que foi preso nos Estados Unidos após ter sido acusado de agredi-la com oito socos na madrugada de terça-feira (17).

Anteriormente, o tricolor paulista afirmou que o episódio seria apurado pelo clube. No último comunicado, o São Paulo explicou que não poderia, por questões legais, tomar “qualquer iniciativa durante o período de férias”, mas garantiu que “tomará as medidas cabíveis tão logo esta etapa se encerre”. 

Apesar de não confirmar a rescisão do ex-jogador do Bahia, o time repudiou as atitudes do arqueiro e disse que “não tolera e não admite episódios como os que foram noticiados, de violência contra a mulher”. “Vestir a camisa desta instituição representa vestir também os valores dos quais jamais abrirá mão”, escreveu em nota.

(Metro1)