Sem emprego, ex de DJ Ivis chora ao cobrar pensão da filha na Justiça: ‘Estou cansada’

Foto: Reprodução / Instagram

Pamella Holanda desabafou nas redes sociais ao cobrar da Justiça celeridade no deferimento do pedido de medida protetiva aberto contra DJ Ivis na época em que a agressão se tornou pública e do pagamento dos provisórios.

“Eu me indigno com a lentidão no meu caso, de uma medida protetiva de urgência, de 48 horas, que há quase três meses não sai do papel”, disse.

Em meio às lágrimas, Pamella relatou estar sem emprego e estar passando por dificuldades para conseguir se manter com a filha. Pamella contou ter sido expulsa de sua antiga casa com os pertences em um saco de lixo.

“Eu não fiquei com casa, carro, nada, não. Aluguei e mobiliei este apartamento com o dinheiro do meu trabalho. Eu não estou pedindo nada. É obrigação dele (DJ Ivis). Só estou cobrando. Amanhã vou trabalhar, porque tem contas a serem pagas. Estou cansada. Não ando me fazendo de coitada, de vítima. Muito pelo contrário. Quem convive comigo, vê que eu trabalho. Faço tudo para estar, ficar bem, porque eu tenho uma filha que depende de mim, financeiramente”, afirmou.

Decepcionada com a lentidão, Pamella disse entender as mulheres que não denunciam agressores por falta de auxílio da Justiça.

“Hoje, entendo e dou 1.000% de razão. Não queria, mas eu dou razão a todas as mulheres que não denunciam o marido, ex-marido, ex-namorado, ex-companheiro. Por quê? Porque a Justiça no nosso país não anda. Ela não vai para frente. As coisas, parecem que só são resolvidas quando têm repercussão, quando a internet abraça”. (Holofote)