Sobre Careca, Humberto Leite aguça: “Acham que eu vou colocar a mão no ombro de qualquer um para transferir votos? Isso não existe!”

-
Foto: Voz da Bahia

O pré-candidato à prefeitura de Santo Antônio de Jesus, Humberto Soares Leite (DEM), do Beija-Flor, falou em entrevista a Clube FM nesta sexta-feira (14), sobre sua campanha, as divergências dentro do seu grupo e as possibilidades de aliança para o pleito eleitoral deste ano de 2020.

SEM CONCORDÂNCIA PARA UNIR O BEIJA-FLOR:

Segundo Humberto, até o momento não houve concordância em juntar o Beija-Flor novamente, entretanto, declarou que enquanto seu nome estiver no topo das pesquisas internas, não abrirá mão de ser candidato, “é muito difícil haver acerto. Nas reuniões eu ponho a mão no queixo esperando os outros falarem. Todo mundo puxa a brasa para a sua sardinha. A minha sugestão é fazer uma pesquisa de opinião pública, é assim que se faz em todos os lugares. Ela vai mostrar o caminho que vamos seguir, se der dois ou três empatados, pode fazer um ‘par ou ímpar’ ou qualquer coisa. Entretanto, se você está no topo e ter que abrir mão para aquele que tem percentual pequeno, é difícil. Todo mundo quer que eu abra, mas ninguém quer abrir para mim. Estou dizendo ao povo de Santo Antônio de Jesus que vou me manter, mas isto não é teimosia. Caso eu faça uma pesquisa e eu sentir que meu nome já não está mais como eu esperava, eu vou vir aqui pessoalmente falar que não serei mais candidato, e apoiarei qualquer outro nome que estiver em minha frente”, declarou.

HUMBERTO X CARECA:

Após ser questionado a divisão do grupo Beija-Flor, com a pré-candidatura do Luiz Cláudio, ‘Careca’ (Sem partido), apoiado pelo vereador Francisco Damasceno, o Chico de Dega (DEM) e outros integrantes, Humberto discorreu: – “estou tranquilo, para mim isso não é nada. Eu já estou acostumado. Fizeram uma pesquisa numa primeira reunião, onde afirmaram que quem estivesse no topo iria ser candidato pelo grupo. Eu fiquei em primeiro, todos me aclamaram e fiquei 60 dias sendo pré-candidato. Até que fizeram uma reunião na Ilha de Itaparica, onde resolveram trocar a minha revelia e sem me comunicar. Eu coloquei a mão para cima e falei: ‘não vou aceitar, vamos ouvir o povo nas ruas’. Não estou acompanhando a candidatura de Careca, deixa ele fazer a campanha dele e vamos ver quem ganha”, explanou.

“o DEM é seu, rapaz”:

Após a polêmica entre o deputado estadual Soldado Marco Prisco (PSC) e o vereador Chico de Dega, sobre a concordância para candidatura pelo partido Democratas, Humberto afirmou que em reunião com ACM Neto, o mesmo confirmou que a presidência local do partido lhe pertence, “dias atrás estive no gabinete dele para resolver essa questão; ACM Neto disse que o Democratas em Santo Antônio de Jesus é meu: ‘o DEM é seu, rapaz’, ele mesmo falou. Prisco estava ao meu lado na hora”, assegurou.

O PROCESSO:

O ex-prefeito disse ainda que não sabe quem entrou com o processo de tráfico de abuso de poder político econômico e outras acusações contra ele, “nós vamos descobrir, isso é uma questão de honra. O povo de Santo Antônio de Jesus vai ficar sabendo quem são essas pessoas que usam desses artifícios. Isso é covardia, já fui prefeito por 2 vezes e não podia trabalhar no final da minha administração”, desabafou.

(DEOLINO E LEONEL) E (EVERALDO PODE VIR A SER O SEU VICE?):

Humberto também discorreu sobre as pré-candidaturas do empresário Genival Deolino (PSDB); Dr. Leonel Cafezeiro (PSDB) (relembre aqui) e Dr. Everaldo Junior (PDT): – “Genival Deolino e Leonel não são afrontas para mim, não tenho preocupação com isso. Meu relacionamento com Dr. Everaldo também está bom, ele sempre tem me respeitando nessa pré-campanha. Ele está me protegendo, no momento como um irmão, mas é um bom nome até para minha vice. O deputado João Roma está sabendo de tudo o que está acontecendo em Santo Antônio de Jesus e nunca me deu um ‘alô’. Eu estou esperando, ele está devendo uma justificativa. Mas a situação dele não está tão mal quanto a de Alan Sanches comigo”, manifestou.

Acham que eu vou colocar a mão no ombro de qualquer um para transferir votos?”

O pré-candidato foi perguntado sobre a possibilidade de uma chapa com Luiz Cláudio, Careca: “o povo vai decidir; eu estou aqui de cima olhando todo mundo de binóculos. Acham que eu vou colocar a mão no ombro de qualquer um para transferir votos? Isso não existe! Quem não tem voto, não pode ter dos outros”, garantiu.

“o Brasil tomou 7 a 1”:

Após ser relembrado sobre a diferença de 10 mil votos nas eleições de 2016 contra o atual prefeito Rogério Andrade (PSD), Humberto reconhece: “o Brasil tomou 7 a 1 para a Alemanha, você deixou de torcer por eles? Eu tomei uma lavagem uma vez e agora estou me preparando para devolver a lavagem, assim é a vida”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui