Últimas Notícias sobre Estudo

Foto: Reprodução

Anunciar o evangelho de Jesus Cristo é dever de todo cristão, mas essa responsabilidade pode estar sendo negligenciada devido à falta de relacionamentos de amizade. É o que sugere um estudo feito pelo NCLS Research com 1.300 pessoas, na Austrália.

As sublinhagens BA.4 e BA.5 da ômicron já registram 44% das amostras positivas de covid-19 no Brasil no período de um mês, segundo relatório do Instituto Todos pela Saúde (ITpS). O valor antes era de apenas 10,4%, com isso, houve crescimento de casos e internações, como aponta o ITpS.

O risco de derrame aumenta 14% para cada hora em atividades sedentárias, como o tempo gasto na frente da TV, conforme pesquisadores da Universidade Estadual de San Diego, nos Estados Unidos.

Foi um pequeno teste, com apenas 18 pacientes com câncer retal, e todos tomaram o mesmo medicamento. Mas os resultados foram surpreendentes. O câncer desapareceu em todos os pacientes, ficando indetectável em exames físicos, endoscopia, tomografia por emissão de pósitrons (PET scans) e ressonância magnética.

Células que ajudam o coração humano a se regenerar após um ataque cardíaco foram descobertas por pesquisadores da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos. A pesquisa, publicada este mês na revista científica Journal of Clinical Investigation, pode auxiliar para estudos futuros focados em tratamento de problemas cardiovasculares.

Foto: Reprodução / Pixabay

Uma pesquisa que está sendo desenvolvida pela Universidade AlMaarefa, na Arábia Saudita, descobriram que a vitamina K, presente em alimentos como brócolis, espinafre e rúcula, pode proteger o sistema neurológico contra o desenvolvimento de problemas neurodegenerativos, como o mal de Alzheimer e outras formas de demência.

© Shutterstock

Luzes do computador, televisão ligada ou ruas iluminadas – a verdade, é que é cada vez mais difícil dormir num espaço totalmente escuro, e tal pode prejudicar significativamente a saúde cardiovascular e metabólica, alerta um estudo da Universidade Northwestern, nos Estados Unidos, publicado no jornal científico PNAS e citado pela revista Galileu.

Foto: Divulgação/PMS

Um estudo liderado por pesquisadores da Universidade da Islândia mostra que os problemas mentais são as sequelas mais longas da Covid-19, ou seja, que mais demoram para ceder e persistem.

Estudos conduzidos por pesquisadores ligados ao Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) mostram evidências de que a microbiota intestinal pode influenciar no desenvolvimento e na progressão de distúrbios neurodegenerativos.

Foto: Divulgação

O consumo de leve a moderado de bebidas alcoólicas pode afetar a estrutura do cérebro e causar um envelhecimento cognitivo maior do que o verificado em pessoas que não bebem, segundo pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Close