‘Tirou um peso enorme’, desabafa goleiro Ronaldo após o Vitória bater a Ponte Preta

Eduardo (esquerda) corre para comemorar com Pablo Siles o gol marcado contra a Ponte Preta, no Barradão (Arisson Marinho/Correio)

O Vitória conseguiu encerrar uma sequência de sete jogos sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta terça-feira, o rubro-negro derrotou a Ponte Preta por 1×0, no Barradão e deixou a zona de rebaixamento. Após o apito final, o goleiro Ronaldo comemorou o resultado.  

“Tirou um peso enorme. A gente se cobra bastante. A torcida cobra bastante. A gente estava precisando muito dessa confiança”, desabafou o defensor rubro-negro, que aproveitou para homenagear dona Evanir. “Quero desejar feliz aniversário para a minha mãe, que está fazendo 50 anos hoje”, mandou o recado. 

Antes do jogo, houve protesto de torcedores em frente à Concentração Vidigal Guimarães, na Toca do Leão. O triunfo diante da Ponte Preta fez o Vitória deixar a zona de rebaixamento. O rubro-negro subiu três posições na tabela de classificação e agora é o 15º colocado, com 12 pontos, um a mais que o Cruzeiro, que abre o Z-4, em 17º lugar.

O Vitória volta a entrar em campo no sábado (24), às 21h, contra o CSA, no estádio Rei Pelé, em Maceió, em jogo válido pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. 

FICHA TÉCNICA
Vitória 1 x 0 Ponte Preta
Série B – 13ª rodada
Local:
 Barradão, em Salvador (BA)
Data: 21/07/2021 (terça-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Ricardo Bezerra Chianca (PE)
Cartões amarelos: Pablo Siles, Guilherme Santos e Dinei (Vitória)
Gol: Pablo Siles (Vitória)

Vitória: Ronaldo; Cedric, Marcelo Alves, Mateus Moraes e Pedrinho; João Pedro, Pablo Siles (João Victor) e Eduardo (Gabriel Bispo); Wesley Pionteck (Soares Bolota), David (Guilherme Santos) e Dinei (Samuel Granada). Técnico: Ramon Menezes.

Ponte Preta: Ivan; Felipe Albuquerque, Fábio Sanches, Cleylton e Rafael Santos (João Veras); André Luiz (Pedrinho), Vini Locatelli, Fessin (Lucas Cândido) e Canilo (Renatinho); Josiel (Rodrigão) e Moisés. Técnico: Gilson Kleina.