“Vamos ensinar uma mãe a ser mãe”, diz Damares Alves sobre mudança no Bolsa Família

-
Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Bolsonaro (Crédito: AFP/Arquivos)

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que prevê a criação de um fator condicionante para beneficiários do Bolsa Família que ajudará a “ensinar uma mãe a ser mãe”. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, a ministra disse que as famílias terão ao menos três encontros com o Conselho Tutelar.

O governo prevê uma reestruturação no programa que pode aumentar a renda de 10 milhões de beneficiários mais pobres que já estão no programa social e deve custar em torno de R$ 7 bilhões.

Durante a entrevista ao Valor Econômico, Damares Alves também defendeu o Plano Nacional de Prevenção ao Risco Sexual Precoce.A campanha tem gerado polêmica por abordar a abstinência sexual como uma das formas de evitar a gravidez precoce.

“Eu quero oferecer outra opção além dos anticoncepcionais. Quero explicar para esses meninos e meninas que quem não fica não é careta. Aí virou uma confusão e dizem que eu prego a abstinência. Mas, me diga, que dano eu vou causar dizendo a eles que não comecem a transar aos 12 anos e que pensem duas vezes, que segurem a onda?”, disse.

“Se alguém me mostrar que a vagina de uma menina de 12 anos não vai ser destroçada se for penetrada todos os dias ou que o ânus de um menino não será arrebentado, eu mudo de ideia e deixo de defender a proposta de retardar o início das relações sexuais – que, vamos deixar claro, não é abstinência”, completou. (Isto é)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui