Vereador Ito critica a falta de medicamentos nos postos de saúde de S. A. de Jesus: “não está tendo nem o básico do básico”

Imagem: Voz da Bahia

No programa Meio-Dia e Meia na Live do Voz da Bahia desta quarta-feira (24) o convidado José Ailton Santana Almeida, conhecido Ito da Kanal Mix (PL) e na entrevista falou sobre o decorrer do primeiro mandato do prefeito Genival Deolino (PSDB). Ito aproveitou e fez duras críticas ao dizer que há falta de medicamentos nos postos de saúde o município. O edil opinou ainda sobre a polêmica do Atakarejo.

“CAMPANHA MORTE ZERO SAJ” DE DR. GIL:

Diante da segunda onda do coronavírus no município, o médico e vereador Dr. Gilvandro Couto, popular Dr. Gil (PSDB) desde o início da pandemia vem tratando gratuitamente pessoas contaminadas com a Covid-19, recentemente o médico lançou a campanha denominada Morte Zero SAJ (relembre aqui), no qual prescreve um protocolo, que segundo ele, pode curar ou evitar o agravamento da doença e a morte. Sobre essa campanha, o vereador Ito afirma não concordar com o posicionamento do colega Dr. Gil e espera que o mesmo crie planos junto ao gestor e a Secretaria de Saúde para se ter um ato concreto, “eu vejo vontade, mas nada na prática, eu tiro pela outra gestão, onde foi bem menos o número de mortes e mesmo com às críticas existia ação, nesta gestão a ação é zero. Aponte-me uma ação dessa nova gestão? Não estou aqui para bater, só estou alertando, não vejo atuação nenhuma. Então Dr. Gil tem tudo pela frente, um guerreiro, trabalhador, pessoa do bem, mas não concordo com o que ele fala, acho que ele precisa sentar com gestor e com secretário de saúde e tentar colocar em prática por que no exercício até agora não vi coisa nenhuma”, desabafou.

COMPRA DA IVERMECTINA E AZITROMICINA E A FALTA DE MEDICAMENTOS NOS POSTOS DE SAÚDE

Sobre a compra de medicamentos como Ivermectina e Azitromicina feitas pela Secretaria de Saúde do município, o empresário e vereador afirma que a ação foi louvável, mas apontou a falta constante de outros remédios nos Postos de Saúde da Família (PSF), “tudo que vai beneficiar a nossa comunidade, a nossa população, eu aceito, porém, é preciso chegar aos Postos de Saúde da Família para a população poder encontrar. Mês passado, estive em alguns postos e não tinha nada, esse mês eu vi chegar uma ou duas caixas de medicamentos, ou seja, não está tendo nem o básico do básico que é o remédio para hipertensão, o remédio para diabetes, quando vem é uma quantidade mínima que no mesmo dia acaba. Então, eu vou levar ao secretário, ao gestor essa demanda. Deixo claro, que os remédios são essenciais. A falta de medicamentos de hipertensão e diabetes pode matar muito mais pessoas do que o próprio coronavírus”, pontuou.

POLÊMICA DO ATAKAREJO:

A polêmica da vinda do Atakarejo para Santo Antônio de Jesus também foi questionada ao empresário da Kanal Mix. O mesmo afirma que o município precisa lutar para que o empreendimento seja instalado e proporcione emprego a população, “é preciso que haja uma reunião, não só com o ConCidade (Conselho da Cidade), mas com os vereadores, outros representantes juntamente com o proprietário do Atakarejo para que sejam levantadas outras propostas e sugestões para que o empreendimento venha para cidade, o que a gente não pode é perder a oportunidade de ter 500 empregos. Temos que ter uma solução”, expôs.

DOAÇÃO DE DITINHO:

A respeito da doação do terreno de 10 mil m² pelo empresário Benedito de Souza Lemos Filho, o popular Ditinho (relembre aqui), Ito o parabeniza e louva a atitude, “muito boa a iniciativa, parabéns a Ditinho, agora a gente não pode ficar só na conversa, eu diretamente não ouvi da boca de Ditinho, mas se ele falou, eu acredito, agora eu creio da necessidade de convocar a Câmara de Vereadores, o ConCidade, Ditinho e outros segmentos e fazer uma ação para entender a que pé está a situação da vinda deste empreendimento e trazê-lo para Santo Antônio de Jesus. Vamos colocar tudo preto no branco e convocar até mesmo o proprietário do Atakarejo, senhor Teobaldo para se possível, também se fazer presente nesta audiência na Casa Legislativa que sugiro que seja feita para discursão deste assunto”, finaliza.

Reportagem: Voz da Bahia