Homem confessa 21 arrombamentos em SAJ e diz que comparsa foi antiético por não dividir roubos, afirma delegado

-
Foto: Divulgação/Polícia Civil

O delegado Adilson Bezerra esclareceu alguns fatos sobre os crimes realizados por um homem conhecido por Luizinho de 29 ano, acusado de diversos arrombamentos em casas comerciais no município (veja aqui).

Segundo o Bezerra, no interrogatório policial Luizinho confessou os diversos crimes que cometeu, “durante a pandemia, foram arrombados 21 estabelecimentos comerciais e ele (o suspeito) catalogou todos os roubos, relatando o nome e a forma que ele entrava em cada um deles”, explica.

De acordo com o delegado, o acusado tinha sempre a pretensão de encontrar dinheiro para comprar drogas, gastar com mulheres e bebidas. Sobre os crimes cometidos nos estabelecimentos, Dr. Adilson Bezerra confirma que Luizinho agia com outro indivíduo, contudo a parceria foi desfeita, “segundo o próprio Luizinho, o seu parceiro teria agido de má fé, não teve ética no mundo do crime e teria ficado com a maior parte do dinheiro de um dos arrombamentos. Dizendo ele que só tinha ficado com uma determinada quantidade e depois ele descobriu do parceiro que a divisão foi errada, e por conta disso ele passou a fazer os arrombamentos sozinho”, esclareceu.

Sobre a ficha criminal de Luizinho, Dr Bezerra revela que o indivíduo já foi preso 9 vezes, “ele saiu da prisão em agosto do ano passado onde cumpriu o longo período, não por furto, mas por roubo, no qual tem uma diferença significativa. No roubo a pessoa usa de violência e grave ameaça, e sendo presa em flagrante, ela permanece custodiada. No furto não há uso de violência e nenhum agravamento, então é um crime que tem uma pena bem menor, mais reduzida e principalmente nesse período de pandemia, lembrando que o ele já foi há pouco tempo,mas no outro dia. Por isso nessa última vez, a Polícia Civil montou uma estratégia, fez um levantamento de todos os crimes praticados por Luizinho durante o período, representou pela preventiva e foi decretado prisão pelo juiz criminal” ,relatou.

Luizinho já se encontra no presídio preso provisoriamente e todas as vítimas dos 21 estabelecimentos já foram ouvidas, confirmou o delegado em entrevista a Andaiá FM.

Redação Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui