Anvisa pede mais dados sobre Coronavac para autorizar uso em crianças de 3 a 5 anos

Imagem: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou na sexta-feira (15) ter solicitado ao Instituto Butantan mais dados sobre a Coronavac, para analisar a segurança do uso em crianças de 3 a 5 anos. 

Segundo a agência, os estudos enviados pelo Butatan são insuficientes para recomendar a liberação do imunizante contra a Covid-19 para esta faixa etária. 

Atualmente, a vacina Coronavac é usada na população adulta e em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. Em 11 de março, o Instituto Butantan pediu que o imunizante fosse recomendado também para crianças de 3 a 5 anos.

Após o envio dos dados complementares solicitados pela Anvisa, a agência reguladora tem até 30 dias para realizar a avaliação do uso emergencial do imunizante nessa faixa etária. (Metro1)