APLB consegue na justiça suspensão de aulas presenciais em Mata de São João

Foto: Divulgação / PMSJ

O Sindicado dos trabalhadores em educação das redes públicas estadual e municipal do ensino pré-escolar, fundamental e médio do estado da Bahia (APLB) de Mata de São João, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), conseguiu na justiça uma liminar para a suspensão do retorno às aulas presenciais anunciados para a próxima segunda-feira (30), pela gestão.

Na decisão, o desembargador Baltazar Miranda Saraiva suspendeu os efeitos do decreto municipal nº 637/2021 que regulamentava o programa Escola Aberta. Dentre os argumentos foi posto que a vacinação no munícipio esta em fase inicial, contando com aproximadamente 50 pessoas imunizadas pela idade, até esta sexta-feira (30), de um efetivo de mais de 1.000 profissionais que trabalham na educação.

A decisão contou com um laudo técnico emitido pelo Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde – CESAU, que teria alertado sob a ausência de leitos para tratamento exclusivo da covid-19 no Município de Mata de São João, sugerindo a adoção de medidas sanitárias e do isolamento social em face do aumento de números de casos na região, apresentado pela 2ª Promotoria do Município de Mata de São João por meio de uma ação civil pública. (BN)