Artistas de S. A. de Jesus recebem auxílio da secretaria de cultura para desenvolver painéis de pintura pela cidade: “Projeto Poesia na Rua”

Foto: Reprodução

O Voz da Bahia entrevistou neste sábado (27), a secretária de cultura do município de Santo Antônio de Jesus, Drª. Silvia Brito, que contou sobre o projeto “Poesia na Rua” que tem como objetivo homenagear os poetas santoantonienses como: Pedro Kilkerry, Correia de Melo e Silvestre Evangelista e contudo tornar a cidade mais colorida, “estamos vivendo em momentos difíceis, mais de um ano com essa pandemia, nós enquanto cultura tivemos um impacto muito grande, também para os artistas que estão com muita dificuldade econômica e sem poder expressar sua arte. Tivemos essa ideia de homenagear nossos artistas e poetas santoantonienses, colocamos em linguagem jovem, chamamos artistas e pintores de painéis de rua e dialogamos com eles. Pedimos para que cada um interpretasse aqueles poemas do passado com sua arte, agora eles estão pintando esses painéis nas ruas. Agente vai colocar um pouco de colorido de forma a acarinhar a população”, ponderou.

De acordo com a secretária, o projeto está desde fomentando a cultura e história de Santo Antônio de Jesus para a nova geração, quanto ajudando as pessoas a terem um dia mais bonito e saudável, “temos 8 artistas trabalhando desde ontem, já começaram a fazer as pinturas, as pessoas cederam seus muros, colocamos em alguns pontos comerciais, para que a gente possa fazer da cidade um lugar um pouco mais colorido. Você está passando na rua, você vê uma poesia bonita e as cores de nossos poetas, é uma forma de manter a saúde mental em dia. Esses artistas estão recebendo um auxílio, para ajudar eles, além de todo o material está sendo dado também pela secretaria de cultura. Fizemos com que essa geração jovem se debruçasse na poesia, fazer a interpretação do texto e expressar sua arte”, disse.

Foto: Reprodução

A Drª Brito contou também sobre um futuro projeto para os músicos da cidade que estão passando por dificuldade financeira devido ao fechamento dos bares e restaurantes novamente, por causa do aumento dos casos de Covid-19, “desde que nós assumimos a gestão municipal, entramos em diálogo com todas as categorias para tentar entender como está o cenário e acolher essas demandas. Os músicos mesmo estão parados há mais de um ano, são pais de família. Com o aumento de casos na Bahia, tivemos que fechar tudo, a gente combinou com eles uma live solidária, onde faremos um auxilio emergencial para esses artistas que estão debilitados, junto com isso a população vai ajudar com essas lives”, concluiu.

Reportagem: Voz da Bahia