Butantan pede que Anvisa autorize aplicação da Coronavac em menores de 5 anos

Caixas de CoronaVac na fábrica da Sinovac em Pequim REUTERS/Thomas Peter Foto: Reuters

O Instituto Butantan solicitou, na sexta-feira (11), à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorização para que a Coronavac seja aplicada também em crianças de três a cinco anos de idade.

A Coronavac foi a primeira vacina aplicada de maneira oficial em brasileiros – ainda em 17 de janeiro de 2021, no mesmo dia de sua aprovação pelas autoridades federais. O imunizante, desenvolvido pelo laboratório brasileiro em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, é um dos quatro imunobiológicos utilizados pelo governo brasileiro para compor sua cesta de imunizantes. Os outros são Pfizer, Janssen e AstraZeneca/Fiocruz.

Desde janeiro deste ano, a agência já havia autorizado o uso da Coronavac em crianças de seis a 11 anos de idade. Para as faixas mais jovens, a agência autorizou apenas o uso da vacina da Pfizer. (bahia.ba)