Conselho de Ética da Câmara rejeita analisar ação do PSOL que pede cassação de Lira

O presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, Paulo Azi (União Brasil-BA), rejeitou analisar a representação do PSOL em que o partido pede a cassação do mandato do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL).

A ação foi apresentada no último dia 3 e acusa Lira de ter cometido suposta quebra de decoro parlamentar e abuso de poder ao discutir no plenário com o deputado Glauber Braga (PSOL-RJ).

A discussão entre os parlamentares aconteceu em 31 de maio. Na ocasião, durante a votação de uma medida provisória, Braga perguntou a Lira se o presidente da Câmara “não tem vergonha”. Os dois, então, começaram a bater boca. (bahia.ba)

Veja mais notícias no vozdabahia.com.br e siga o site no Google Notícias