Feira de Santana emite alerta para aumento de casos de dengue, zika e chikungunya

Aedes aegypti é o transmissor da dengue, zika e chikungunya - Foto: Divulgação/SES

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, emitiu um alerta para o aumento de casos notificados de arboviroses – doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti.

De acordo com a SMS, de janeiro até o dia 7 de junho deste ano foram registrados, na cidade, 460 casos suspeitos de dengue, 132 de chikungunya e 6 de zika vírus. Desse total, 50 foram confirmados como dengue, 28 de chikungunya e um sendo zika vírus. 

O coordenador do Centro Municipal de Referência em Endemias, Edilson Matos, afirma que o município vive um período crítico com o aumento de casos. “As pessoas se descuidaram. Temos na cidade 40 mil tanques descobertos, 12 mil casas fechadas, além de terrenos baldios, onde são jogados lixos e outros detritos. Tudo isso facilita a proliferação do mosquito”, avalia. (G1)