Ramon Menezes vê falta de competitividade do Vitória no revés para o Londrina

Foto: Reprodução

O Vitória perdeu de virada por 2 a 1 para o Londrina, neste sábado (26), no Barradão, válido pela sétima rodada da Série B. O técnico Ramon Menezes atribuiu o revés a falta de competitividade da equipe.

“Primeiro que todo mundo ficou muito chateado, acho que é o sentimento de todos aqui, do torcedor também. Criamos uma expectativa muito grande, embora tivéssemos perdido o último jogo, criou-se expectativa muito grande que em casa nós iríamos fazer um grande jogo e vencer. O futebol, até então, desde a minha chegada, uma coisa que me chamou muita atenção foi a competição. Em todos esses jogos competimos muito nos dois tempos. Hoje tivemos uma participação boa no primeiro tempo. Pecamos na mesma situação dos jogos anteriores, que é definição da jogada. Só que hoje não competimos. Londrina veio aqui, ficou lá atrás no primeiro tempo, criou muito pouco e se soltou no segundo tempo porque não competimos. A gente estava muito próximo do segundo gol quando tomamos o empate. Depois do empate, houve a desorganização, começamos a competir ainda menos. É o trabalho. Vamos trabalhar muito. O que eu vi hoje foi que competimos muito pouco para um jogo em casa, com uma importância como essa. Valia muito esse jogo para a gente”, avaliou.

Ramon Menezes já foca no Botafogo, próximo adversário do time rubro-negro. O jogo acontece na quarta-feira (30), às 21h30, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), pela oitava rodada da Série B.

“Agora é trabalhar. Temos um jogo muito importante contra o Botafogo. A gente precisa somar na competição. A gente conversou muito. Melhorar, buscar o equilíbrio novamente, estávamos há quatro jogos sem perder, agora estamos há dois sem ganhar. A pressão existe, sempre vai existir. Venho passando isso tudo para os atletas, hoje infelizmente não fizemos o que todos esperavam que poderíamos fazer e aconteceu a derrota”, ressaltou.

por Glauber Guerra / Bahia Notícias