Roberto Alvim diz desconfiar de ‘ação satânica’ por trás de vídeo e de sua demissão

-
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Após ser demitido por Jair Bolsonaro após imitar um discurso nazista, Roberto Alvim compartilhou uma mensagem em grupos de WhatsApp em que diz desconfiar que uma “ação satânica” tenha provocado a sua saída da Secretaria Especial da Cultura.

“Foi tudo uma série terrível de eventos e coincidências que levaram a essa catástrofe… Estou orando sem parar, e começo a desconfiar não de uma ação humana, mas de uma ação satânica em toda essa horrível história”, diz o texto publicado nas redes sociais pelo cineasta Josias Teófilo.

Alvim foi exonerado na última sexta-feira (17). Na quinta ele publicou um vídeo em que fez o uso de trechos de um discurso do ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui