Roteiristas da série de ficção sobre Marielle Franco pedem demissão

-
Foto : Renan Olaz/Câmara do Rio de Janeiro

Os cinco roteiristas da série de ficção sobre Marielle Franco, assassinada em 2018, que será dirigida por José Padilha, pediram demissão esta semana. A informação divulgada pela coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo. Foi montada uma equipe só com profissionais negros, a maioria, mulheres. O grupo estava trabalhando desde abril na produção, idealizada por Antonia Pellegrino e prevista para ir ao ar em 2021, pela Globoplay.

Ainda de acordo com a coluna, a demissão coletiva “foi por divergências na condução da narrativa sobre a vida da vereadora”. No anúncio de Padilha para dirigir a série, diversos internautas e grupos ativistas protestaram pelo diretor ser branco, pró-Lava Jato e contrário à esquerda. 

A socióloga Marielle Franco foi morta a tiros junto com o motorista Anderson Gomes, na zona norte do Rio de Janeiro, no dia 14 de março de 2018. O assassinato da vereadora causou grande comoção no Brasil e reverberou para outras nações que pediam a identificação e punição do assassinos –até hoje, a pergunta de quem matou a vereador segue em aberto. (Metro1)