Últimas Notícias sobre redes sociais

Gilberto Júnior/Arquivo BNews

O ex-ministro Luiz Carlos Bresser revelou, neste sábado (18), em uma postagem no Facebook, que o ex-presidente Lula está apaixonado e vai se casar assim que sair da prisão. A confissão de Lula a Bresser foi feita na quinta-feira, em visita à superintendência da PF, em Curitiba.

Foto : Reprodução/ Facebook

Um abraço foi colocado como condição para uma ação indenizatória contra uma empresa, após um homem perder a mulher em um acidente, na cidade de Camaçari, na região metropolitana de Salvador.
O caso foi compartilhado na internet e o advogado responsável pela ação, Raphael Leal, fez um esclarecimento nas redes sociais.

Foto: arquivo pessoal/Instagram

A digital influencer, Geisy Arruda, usou a ferramenta stories do Instagram, na noite da última terça-feira (7/5), para responder algumas perguntas dos fãs e revelou segredos picantes da sua vida sexual.

Jovem que morreu em confronto com policiais costumava postar fotos armado nas redes sociais — Foto: SSP/ Divulgação

Um jovem de 18 anos, que costumava postar fotos armado nas redes sociais, morreu durante um confronto com policiais civis, na manhã desta quarta-feira (8), no bairro de Nordeste de Amaralina, em Salvador. Conforme a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), um homem foi preso após a ação.Segundo a SSP, Cleiton de Jesus Santos e Willian Batista da Silva, de 28 anos, foram encontrados por uma equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) considerou natural a onda de ataques virtuais ao ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. O filho do presidente Jair Bolsonaro disse que quem não estiver “alinhado” ao pai vai ser alvo de ataques nas redes sociais. “Todos nós somos reflexo daquilo que falamos.

Foto: Reprodução

A beleza não é uma via de mão única. E a poderosa Gucci desde a chegada do estilista Alessandro Michele ao poder, em 2015, vem abordado o tema de diferentes formas. Para vender sua nova linha de batons, Rouge à Lèvres Satin, a marca italiana fez um close da boca de Dani Miller, da banda Surfbort. A arcada dentária da cantora com espaços causou um verdadeiro rebuliço, dividindo opiniões nas redes sociais da grife. “Achei que fosse um anúncio para não fumar’; “Se você tem dinheiro para comprar um desses batons, não deveria ter esses dentes’; ‘Pensei que fosse um meme’;

Foto: Reprodução / Redes Sociais

A cantora Alinne Rosa movimentou as redes sociais após postar uma foto na quarta-feira (25) onde ela aparece com parte dos seios à mostra. Na legenda da foto, que foi postada no perfil oficial da cantora no Instagram, Alinne disse: “Minha deusa interior saúda a sua deusa interior. #deusastê ???❤️ PH: @nandaolirios”.

Foto : Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro fez um pedido para que os ministros de seu governo evitem comentar ou fazer publicações a respeito de temas polêmicos nas redes sociais. Segundo a Folha de S. Paulo, o assunto foi tratado na reunião ministerial que ocorre toda semana.

Foto: Thomas Trutschel/Photothek Via Getty Images

O governo do Sri Lanka bloqueou o acesso a redes sociais neste domingo (21), logo após a série de ataques contra igrejas e hotéis que deixou mais de 200 pessoas mortas no país em plena Páscoa. A medida é uma tentativa de impedir a disseminação de boatos relativos aos atentados. Um toque de recolher também foi decretado em todo o território até às 6h de segunda (22) e as escolas. Segundo a ONG britânica NetBlocks, que monitora a disponibilidade da internet em diferentes países, os moradores do Sri Lanka estão sem acesso a Facebook, Instagram, YouTube, WhatsApp e SnapChat, entre outras plataformas. “As pessoas agora só conseguem se comunicar por SMS ou por Twitter, creio”, disse Roshni Fernando, que vive no país, ao jornal “The Washington Post”.

Foto: Divulgação/STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio de contas em redes sociais e do WhatsApp de sete pessoas investigadas por publicarem ofensas contra a Corte. Em decisão sigilosa, o magistrado diz que foram verificadas mensagens com “conteúdo de ódio e de subversão da ordem” direcionadas ao STF. Os suspeitos foram alvos de buscas e apreensões realizadas pela Polícia Federal no Distrito Federal, em Goiás e em São Paulo nesta terça-feira, 16. A medida é resultado de uma investigação instaurada a pedido do presidente da Corte, ministro Dias Toffolli, em 14 de março.

Close