Últimas Notícias sobre situação de emergência

Medida vale para a cidade de Valente, na Bahia — Foto: Henrique Mendes/G1

O Governo da Bahia decretou situação de emergência em três cidades do estado por causa da estiagem. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (21).

Macaúbas está em emergência desde 22 de março | Foto: Divulgação

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), reconheceu situação de emergência decretada em três municípios baianos em razão da estiagem. Conforme consta na edição deste sábado (10) do Diário Oficial do Estado (DOE), as medidas servem para Caraíbas, Macaúbas e Ibiassucê, e são válidas por 180 dias.

Foto: Reprodução/Google Maps

O governo da Bahia reconheceu situação de emergência em Tanhaçu, no Sertão Produtivo, e no município de Mansidão, na Bacia do Rio Grande, devido à estiagem, em publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (13).

Prefeitura de Vitória da Conquista declarou situação de emergência em áreas rurais atingidas por estiagem — Foto: Reprodução/TV Bahia

A prefeitura de Vitória da Conquista, cidade do sudoeste da Bahia, declarou situação de emergência nas áreas rurais atingidas pelo período de estiagem que ocorre desde 2015. O decreto é válido por 180 dias.

Foto: Divulgação

O município de Cotegipe, no Oeste da Bahia, é mais um que está em situação de emergência por conta da estiagem. Na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (14), o governador Rui Costa (PT) reconheceu a medida adotada pela prefeitura, que adotou esse regime por 180 dias.

Foto: Reprodução / Defesa Civil de Ribeirão do Largo

O município de Ribeirão do Largo, no Sudoeste baiano, teve um decreto de emergência reconhecido nesta sexta-feira (11). A medida visa minimizar os efeitos causados pelas chuvas que atingiram o município entre os dias 19 e 23 novembro passado. Segundo o decreto estadual, a vigência da condição de emergência vale por 60 dias, contados a partir do dia 24 do mês passado.

Foto: Reprodução / Google Maps

O município de Uauá, no Sertão do São Francisco, teve um decreto de emergência reconhecido nesta quinta-feira (10) pelo governo do estado devido à seca. Conforme a medida, o decreto tem validade de 180 dias, tendo como início a data de 22 de novembro passado, quando a condição foi estabelecida no âmbito do município. De acordo com a prefeitura, toda a população [segundo estimativa do IBGE 2020, Uauá tem 24.294 habitantes] foi afetada pela seca, e mesmo as chuvas recentes não minimizaram o problema.

Foto : Manu Dias / GOV-BA

O governador da Bahia, Rui Costa, decretou situação de emergência em 73 municípios do estado em razão dos incêndios florestais na região da Chapada Diamantina. O decreto foi publicado hoje (10) em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado. A situação de emergência tem validade inicial de 90 dias. A situação atinge os municípios situados nos Territórios de Identidade Bacia do Paramirim, Bacia do Rio Corrente, Bacia do Rio Grande, Chapada Diamantina e Velho Chico. O decreto registra ainda que o fogo também está avançando para outros municípios baianos.

Divulgação

O governador Rui Costa (PT) reconheceu, por conta da seca e da estiagem, a “Situação de Emergência” no Município de Pilão Arcado, localizado a 740 km de Salvador, e Casa Nova – BA, a 572 km da capital, pelo prazo de 180 e de 150 dias. Ambas cidades estão localizadas no semiárido baiano.

Foto: Reprodução / Portal Férias

O município de Andorinha, no Piemonte Norte do Itapicuru, teve o decreto de emergência por estiagem reconhecido pelo estado. A medida, publicada nesta quinta-feira (8), vale por 180 dias, com início retroativo no dia 24 de setembro passado, quando o decreto foi homologado pelo município. A estiagem afetou as atividades econômicas da cidade. Segundo a prefeitura, as chuvas previstas a partir de março deste ano não foram suficientes para resguardar a totalidade do território local.

Close