Vitória nega que salários de funcionários estão atrasados há três meses

-
Foto : Reprodução

O Vitória divulgou um comunicado no início da tarde de hoje (21) para desmentir boatos de que estaria devendo três meses de salário aos funcionários do clube (clique e veja). O texto, divulgado em grupos no WhatsApp, aponta que os trabalhadores “temem perder o emprego” e que “a imprensa estaria sendo paga para não falar sobre o assunto”.

Segundo o Vitória, a informação foi “plantada” de forma proposital para atrapalhar o “momento em que a família rubro-negra está mobilizada para o surgimento de um novo Vitória”. “A atual gestão reconhece as dificuldades que encontrou ao assumir o clube, notadamente no que diz respeito a situação financeira, e tem procurado solucionar os problemas”, diz o texto do Leão.

Nesta semana, um funcionário do clube, na condição de anonimato, relatou à Metrópole o atraso de dois meses nos salários, além do não pagamento de férias e 13º. Segundo ele, somente o transporte está sendo garantido.

Além dos débitos, conforme o Metro1 apurou, o Vitória está em atraso com rescisão de funcionários que foram demitidos no ano passado. Procurada pela reportagem, a assessoria do Vitória afirmou que não iria se pronunciar sobre o caso. O presidente do clube, Paulo Carneiro, não atendeu ou retornou às ligações feitas pelo Metro1. Ontem (20), ele bloqueou a reportagem no WhatsApp após questionamentos sobre os atrasos. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui