16.8 C
Santo Antônio de Jesus
quarta-feira, 05 agosto , 2020.

Tse

Rosa Weber considera prematuro debate sobre adiamento de eleições, apesar da pandemia

Foto: Carlos Moura/STF
A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, reafirmou neste domingo que o calendário eleitoral do pleito de 2020 está sendo cumprido. Em nota divulgada pelo TSE, a ministra avalia que, apesar do preocupante cenário criado pela pandemia do novo coronavírus, ainda é prematuro o debate sobre o adiamento das eleições municipais no atual momento. Mas, pontua que a velocidade da evolução do quadro da pandemia exige permanente reavaliação das providências.

Ministro do STF descarta adiar eleições de outubro por causa do coronavírus

Foto: Reprodução.
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, que presidirá o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a partir de maio, descartou o adiamento das eleições municipais, marcadas para outubro em todo o país.

Janela para trocas partidárias começa nesta quinta-feira

Foto: Divulgação
Começa nesta quinta-feira (5) a chamada "janela partidária", tempo no qual vereadores que pretendem disputar a reeleição ou cargo de prefeito nas eleições municipais de 2020 podem solicitar a troca de partido sem o risco de perder o mandato. O prazo fica aberto até 3 de abril, exatamente seis meses antes do pleito eleitoral, marcado para 4 de outubro.

TSE inicia quinta-feira a janela partidária para quem vai disputar eleições em 2020

Foto: Reprodução / TSE.jus
O Tribunal Superior Eleitoral da início na próxima quinta-feira (5), para que os vereadores que pretendem disputar a reeleição ou a prefeitura de sua cidade possam mudar de partido sem sofrerem nenhuma punição da legenda. O prazo da acaba no dia 3 de abril, seis meses antes do pleito. O primeiro turno será realizado em 4 de outubro e o segundo turno no dia 25 do mesmo mês.

TSE faz sessão extra nesta quarta para analisar licitação de urnas eletrônicas

Foto: Divulgação
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fará uma sessão extra em meio ao recesso do Judiciário, nesta quarta-feira (7), para julgar um recurso ligado à licitação de novas urnas eletrônicas. Os equipamentos já devem ser usados nas próximas eleições municipais, em outubro.

Impasse ameaça compra de novas urnas eletrônicas para eleições de 2020

Foto: Divulgação/TRE
Um impasse em uma licitação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está ameaçando os planos para a compra milionária de novas urnas eletrônicas a tempo das eleições municipais deste ano. As empresas Positivo e Smartmatic, que concorreram a licitação, foram desclassificadas por não atenderem aos requisitos técnicos exigidos.

TSE encerra período de testes e encontra ‘falhas mínimas’ em urnas eletrônicas

Foto: Divulgação/TRE
O período de cinco dias seguidos de testes públicos para confirmar a segurança do processo de votação das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas eleições municipais de 2020 foi encerrada nesta sexta-feira (29) pelo Supremo Tribunal Eleitora (TSE).

TSE inicia teste de integridade em urnas eletrônicas de 2020

Foto: Divulgação
Três técnicos individuais e cinco equipes participarão do teste da urna eletrônica que será usada nas eleições municipais do ano que vem. O Teste Público de Segurança (TPS), organizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), consiste em tentativas dos técnicos para burlar o hardware ou software da urna eletrônica e, de alguma forma, violar os arquivos e, por exemplo, comprometer o anonimato dos votos.

TSE propõe responsabilizar candidato por compartilhamento de notícias falsas

Foto : Roberto Jayme/ Ascom /TSE
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quer coibir de maneira explícita a disseminação de informações inverídicas e não verificadas durante a campanha política de 2022. De acordo com a Folha, um mecanismo de combate ao compartilhamento de notícias falsas foi incluído pela primeira vez em uma minuta de resolução da Corte.

TSE livra Bolsonaro de pagar multa por propaganda eleitoral antecipada

A legislação também proíbe a utilização de outdoors a favor de candidaturas durante as campanhas. Imagem: Divulgação/ Cartório Eleitoral
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta terça-feira, 12, livrar o presidente Jair Bolsonaro de ser condenado e pagar multa por propaganda antecipada devido a um outdoor a favor de sua candidatura erguido antes mesmo do início oficial da campanha de 2018.

NOSSAS REDES

10,712FãsCurtir
44,692SeguidoresSeguir
1,671SeguidoresSeguir
4,210InscritosInscrever

AS MAIS LIDAS

INSTAGRAM

Close